Inseminação intra-uterina (IIU)

IUI - Intrauterine Insemination ou IIU - Inseminação Intra Uterina

IUI - Intrauterine Insemination ou IIU - Inseminação Intra Uterina

O procedimento consiste na introdução do esperma capacitado dentro da cavidade uterina da mulher quando ocorre a ovulação. É utilizada quando o volume ou a concentração dos espermatozóides não são suficientes ou quando a mobilidade dos gametas decresce. Esta técnica também pode ser usada quando o muco cervical apresenta problemas. Em geral, neste procedimento, recomenda-se também o estímulo da ovulação na mulher como forma de potencializar os resultados. A taxa de sucesso da inseminação artificial depende muito das causas de infertilidade diagnosticadas. É essencial a permeabilidade em pelo menos uma das trompas, assim como um número mínimo de espermatozoides, para que a técnica funcione.
É um procedimento indolor realizado em consultório, ambulatorialmente, após o preparo do sêmen em laboratorio especializado.
É necessária a indução da ovulação por meio de medicamentos apropriados e acompanhamento ultrasonográfico frequente, onde será determinado o melhor momento para se fazer a inseminação.
No dia do procedimento, o parceiro deverá colher o material em laboratório, onde será processado, e a melhor amostra será separada para a inseminação no consultório.
A mulher não necessita de preparo especial no dia, devendo apenas comparecer na data e horários combinados.

 

Fonte: Amato, JLS. Em Busca Da Fertilidade. 2014