Infertilidade Masculina

Infertilidade Masculina tem solução

A infertilidade masculina, assim como ocorre com a mulher, pode resultar do acometimento de diferentes órgãos que compõem o seu sistema reprodutivo como testículos, vias espermáticas, glândulas anexas e pênis. Até um quarto das causas de infertilidade de um casal podem ser atribuídas ao parceiro masculino e, algumas vezes, as causas masculinas e femininas se sobrepõem, sendo necessário tratamento para ambos.
            A avaliação de um homem com possível infertilidade é feita pelo médico especialista que deve investigar minuciosamente sua saúde reprodutiva, a começar por relatos de exposição a substâncias tóxicas ou drogas, história de cirurgias prévias, infecções, doenças crônicas, dados da puberdade, etc. O médico realiza então o exame físico criterioso e solicita análise do sêmen por meio do espermograma – exame laboratorial que estuda a produção em termos de quantidade e qualidade dos espermatozoides.
A alteração em um dos parâmetros avaliados por esse exame pode ser causada por algum defeito na regulação hormonal, por defeitos no próprio testículo (resultante de infecção testicular, exposição a toxinas e ausência de cromossomo Y) ou pela presença de obstáculos no caminho que o sêmen percorre até a saída do corpo do homem (desde a vesícula seminal até a uretra). Nesse caminho, os espermatozoides são banhados por substâncias que irão compor o líquido seminal com qualidade ideal para a reprodução que também podem ser causa da infertilidade.
A criptorquidia é também uma causa comum de infertilidade, caracterizada pela não descida dos testículos para a bolsa escrotal durante o desenvolvimento do feto. Assim, os testículos permanecem sob altas temperaturas dentro da barriga e não se desenvolve corretamente, uma vez que precisa de temperaturas mais baixas encontradas na bolsa escrotal. Outras causas incluem a varicocele (dilatações das veias do escroto) e traumas.
O tratamento da infertilidade do homem depende da causa, por isso é muito importante defini-la. Dentre os tratamentos estão o uso de hormônios para estimular a produção de espermatozoides, procedimentos cirúrgicos (como a correção de varicocele) ou uso de técnicas de reprodução assistida para extração das células reprodutivas diretamente do local onde são produzidas ou estocadas na bolsa escrotal.

Para o casal infértil são necessários profissionais qualificados e verdadeiramente aptos a lidar com a complexidade da questão, bem como um bom entrosamento e persistência da família que espera um bebê. 
Fonte: Amato, JLS. Em Busca Da Fertilidade. 2014